quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Ali se Ruiz


pensar letras
sentir palavras
a alma cheia de dedos

* * *

tem os que passam
e tudo se passa
com passos já passados

tem os que partem
da pedra ao vidro
deixam tudo partido

e tem, ainda bem,
os que deixam
a vaga impressão
de ter ficado

* * *

já não temo os fantasmas
invoco a todos
que venham em bando
povoar meus dias
atormentar minhas noites

entre tantos
loucos e livres
existe um
que é doce
e que me falta

de Alice Ruiz.

Um comentário:

s. disse...

:~~~

Didica, não posta essas coisas! Me deu uma vontade de ficar triste agora...