quarta-feira, 25 de junho de 2008

AnDança

...
A Bailarina de bolo
Dança sem par
Sem lar
Sem lança...
Dança e descansa de tanto andar
Na corda bamba que se balança
Para embalar.......


.

Um comentário:

Wesley Alves disse...

Nunca li uma poesia abstrata com conhecimento de causa. A sensação é agradável, quase orgânica... [
Você ler e logo ver aquilo que outro sente e quer esconder...

Juizo Poetiza!!!