quarta-feira, 13 de julho de 2011

"que seja doce..."

Pela pausa, que faz das  entrelinhas do tempo um lugar bonito de se ver.
("Onde queres o "sim" e o "não", talvez. Onde vês eu não vislumbro razão...")*


Da leveza um surto, de querer de novo, e sempre, e mais
da delicadeza, um gesto apaixonado, destemido, aguerrido, bravo
da beleza, toda a força do mundo
e da certeza, um verso, que seja doce, peço.





*Caetano

2 comentários:

Anônimo disse...

É disso que eu tô falando, baby... é isso. =* (Mari)

Heitor Di Sant´Amarillo disse...

eu tenho um karma pra vc